De 2010 até 2015 o deputado federal Marcos Montes (PSD/MG) foi o político que mais destinou recursos financeiros para o Hospital Hélio Angotti – o Hospital do Câncer de Uberaba. Suas emendas parlamentares somaram R$ 2,1 milhões, sendo que o maior volume foi de R$ 500 mil, mesmo valor liberado em 2013 e 2015.

Relatório com todas as emendas destinadas por políticos foi divulgado pela instituição neste dia 1º de setembro de 2016. Médico licenciado da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), com sede em Uberaba, onde ele tem sua base eleitoral e foi prefeito em duas gestões, Marcos Montes também destina emendas para os hospitais da Criança; de Clínicas/UFTM; Beneficência Portuguesa, e Universitário/Universidade de Uberaba/Uniube. Em 2015 também destinou R$ 900 mil para a Secretaria Municipal de Saúde.

Além destas emendas individuais, Marcos Montes também assina emendas de bancada que destinam recursos através dos governos federal e estadual.

Majoritário em Uberaba e outras 14 cidades mineiras, e com votações significativas em mais dezenas de municípios, o deputado também recebe um grande número de pedidos de ajuda de outras localidades es que estão enfrentando problemas financeiros.

Tenho procurado ser o mais justo possível, priorizando a saúde em primeiro lugar, e tentando atender o máximo de cidades” – explica o deputado.

COLABORAÇÃO Ao divulgar o relatório neste 1º/09, a diretoria do Hospital do Câncer de Uberaba lembrou que nos últimos três anos, a instituição trabalhou com déficit operacional anual médio da ordem de R$ 17 milhões (R$ 1,4 milhão/mês). Isso, segundo a nota, dificulta a prestação dos serviços de prevenção, diagnóstico e tratamento contra o câncer em pacientes de Uberaba e região. Desta forma, ressalta a nota que, “as subvenções, mais o esforço de captação, atuam para cobrir esta defasagem”. E conclui: “É, portanto, a ajuda da sociedade que mantém as portas da instituição abertas”.

RELATÓRIO De acordo com os números divulgados pelo hospital, o deputado federal Aelton Freitas (PR) foi quem destinou o segundo maior número de emendas. Foi R$ 1,1 milhão entre 2010 e 2015. Em seguida, está o deputado estadual Tony Carlos (PMDB), com R$ 570 mil. O prefeito Paulo Piau (PMDB) destinou R$ 400 mil no período em que ocupou cadeira na Câmara dos Deputados, oportunidade em que as emendas parlamentares eram em volumes bem inferiores aos orçamentos da União mais recentes.

O deputado federal Adelmo Leão (PT) aparece com R$ 300 mil. Por sua vez, o deputado estadual Antônio Lerin (PSB) destinou R$ 250 mil ao todo para o Hospital do Câncer.

O senador Aécio Neves (PSDB) está no relatório com a destinação de R$ 200 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here