Deputado federal Marcos Montes (PSD/MG) mais uma vez prioriza a saúde na distribuição dos recursos previstos no Orçamento da União. Para 2017, cada deputado teve direito a R$ 15,319 milhões em emendas individuais.

Com raras exceções, ele deixa a definição dos valores para o exercício em que as emendas serão executadas, e levando em conta as prioridades apresentadas pelas prefeituras e/ou instituições a serem beneficiadas.

Entre as exceções, Marcos Montes destinou R$ 100 mil em 2017  para o Hospital Sarah Kubitschek, em Brasília, especializado em reabilitação de bebês, crianças, adolescentes e adultos.

Faço isso todo ano para compensar o grande número de pacientes da região do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba que utiliza os serviços deste hospital em áreas como Ortopedia, Pediatria do Desenvolvimento, Neurologia, Neurocirurgia, Genética Médica e Cirurgia Reparadora, entre outros”, revela Marcos Montes, que tem nesta mesorregião sua principal base política.

Outras duas exceções no que se refere à definição de valor e respectiva aplicação da emenda, são as indicações que fez ao Ministério da Educação e ao Ministério da Justiça. No primeiro caso, está  destinando R$ 1 milhão para a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) e na segunda situação, R$ 400 mil para a Regional da Polícia Civil do Triângulo Mineiro.

As indicações de 2017 são dirigidas ao Ministério da Saúde (cerca de R$ 8 milhões); Ministério das Cidades (mais de R$ 3 milhões); Ministério da Agricultura (R$ 1,3 milhão); Ministério dos Esportes (R$ 1 milhão).

Prioridades – “A exemplo do que faço todos os anos, segui minha consciência, procurando atender, da forma mais justa possível, às reivindicações e necessidades das minhas bases políticas” – diz Marcos Montes.

Sou majoritário em Uberaba – minha principal base eleitoral – e em outras 13 cidades, e tive votações significativas em mais dezenas de municípios, e reafirmo que procuro ser o mais justo possível no atendimento às reivindicações, que se intensificaram muito nos últimos dois anos. Com as cidades enfrentando graves problemas financeiros, os prefeitos e as instituições veem algum alento nas emendas dos parlamentares de suas bases” – reforça o deputado.

Ele lembra que, além das 25 emendas individuais a que tem direito, também assinou uma série de propostas da bancada mineira, neste caso, priorizando obras e serviços de interesse do Estado. Estas emendas coletivas são discutidas dentro de cada bancada e atendem, geralmente, às necessidades dos estados.

Emendas 2016 – Para o exercício de 2016, as emendas individuais do deputado Marcos Montes também beneficiaram a saúde, através de vários hospitais e prefeituras da mesorregião do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, inclusive de Uberaba: da Criança (R$ 150 mil), Hélio Angotti (R$ 500 mil), de Clínicas/UFTM (R$ 700 mil), Beneficência Portuguesa (R$ 100 mil) e Universitário/Universidade de Uberaba/Uniube (R$ 100 mil).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here