// Notícias



08/07/2017

Emendas de deputados são liberadas dois anos após a aprovação, diz Marcos Montes

Jornal da Manhã (07/08/2017)

Líder do PSD na Câmara, deputado federal majoritário no Triângulo Mineiro, Marcos Montes, contesta as insinuações de que votou pelo adiamento de abertura de processo contra o presidente Michel Temer (PMDB) em troca da liberação de emendas propostas ao Orçamento da União. Ele lembra que todos os parlamentares – de oposição e da base do governo, têm acesso às emendas, e que elas são impositivas, ou seja, têm que ser cumpridas.

No total, cada parlamentar tem direito a mais de R$ 10 milhões/ano para beneficiar suas bases.

A liberação de emendas por parte do governo federal acontece todo ano, geralmente no final do primeiro semestre, e portanto, não existe qualquer novidade nesse sentido em 2017” – diz o deputado em entrevista ao Jornal da Manhã.

Adiamento das denúncias

Segundo ele, nenhum deputado deve ter votado pelo adiamento do processo contra o presidente por causa de emenda.

Além disso, ele ressalta que a maioria, inclusive ele, não votou pela prorrogação do processo “por causa do Temer’.  Motivação – de acordo com Marcos Montes, foi permitir a estabilidade do país e a melhoria da situação econômica.

Não extinguimos processo algum e nem impedimos as apurações das denúncias; depois que deixar o governo, Michel Temer vai ter que se explicar na Justiça” – lembra Marcos Montes.

Base política

Vinte e oito municípios da base política do deputado Marcos Montes estão recebendo em 2017 os recursos relativos às emendas individuais apresentadas por ele no Orçamento da União aprovado no final de 2015. Emendas foram executadas em 2016 (início do processo, com apresentação de subprojetos), e estão sendo liberadas agora.

São beneficiadas: Uberaba, Água Comprida, Alpinópolis, Alterosa, Araguari, Araporã, Araxá, Arinos, Bambuí, Canápolis, Capinópolis, CamposAltos, CampoFlorido, CascalhoRico, Centralina, Coromandel, Delta, Gurinhatã,  Ituiutaba, MonteAlegre, Paracatu, Pedrinópolis, Perdizes, PresidenteOlegário, Pirajuba, Sacramento, SantaVitória, Tupaciguara.

Enquanto isso, tem início agora, em 2017, a execução (processo inicial) das emendas do Orçamento da União aprovado no final de 2016. Neste caso, os recursos, na ordem de R$ 10,538 milhões, devem ser liberados ao longo de 2018.

Ao todo, as emendas do deputado Marcos Montes atendem a 40 municípios – 12 a mais do que no orçamento anterior.

Receberão recursos relativos às emendas 2016/2017/2018: Uberaba, Abadia dos Dourados, Água Comprida, Alpinópolis, Alterosa, Araguari, Araporã, Araxá, Arinos, Bambuí, Cabo Verde, Cachoeira Dourada, Canápolis, Capinópolis, Campos Altos,  Campo Florido, Cascalho Rico, Centralina, Conquista, Coromandel, Estrela DoSul, Fronteira, Grupiara, Gurinhatã, Ipiaçu, Ituiutaba, Lagoa Grande, Monte Alegre,  Machado, Monte Carmelo, Paracatu, Pedrinópolis, Perdizes, Pirajuba, Presidente Olegário, Rio Paranaíba, Sacramento, Santa Vitória, Tapira, Tupaciguara. 

 

***********************************************************************

EMENDAS UBERABA

(Aprovadas em 2015, executadas em 2016 e liberadas em 2017)

Prefeitura de Uberaba

R$1 milhão

Aquisição de Equipamentos/Saúde

Ministério da Saúde

 

Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)

R$ 800 mil

Aplicação Direta

Ministério da Educação

 

Hospital Hélio Angotti

R$ 300 mil

Equipamento

Ministério Saúde

 

Hospital Beneficência Portuguesa

R$ 150 mil

Equipamento

Ministério Saúde

 

Hospital Universitário/Uniube

R$150 mil

Equipamento

Ministério Saúde

 

Hospital da Criança

R$ 250 mil

Equipamentos e custeio

Ministério da Saúde

 

Esportes

R$ 1 milhão

Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba (Adefu)

1 ª Academia de Musculação Gratuita

Ministério do Esporte

 

Segurança Pública

R$ 400 mil

Aquisição de viaturas para a Polícia Civil

Ministério da Justiça

 

Agricultura Familiar

R$ 400 mil

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Foto: Reprodução Jornal Nacional/Globo