// Palavra do Deputado

24/06/2018

Norte de Minas – um jeito todo especial de ser

*Marcos Montes

Começo a redigir o novo artigo da série sobre as macrorregiões de Minas Gerais e de imediato me reporto a um dos bens mais importantes de uma sociedade. Impossível falar sobre o norte mineiro sem lembrar as suas ricas tradições culturais  - com as diferenças e características de cada microrregião, mas geralmente marcadas pelas festas religiosas e folclóricas, e pela culinária.

Mas, é bom que se diga: uma destas tradições é coincidente em toda a extensão do norte mineiro - a gentileza, simpatia e afetividade da população. Este jeito todo especial de ser é uma tradição, portanto, nas 89 cidades distribuídas entre as sete microrregiões, representadas por Bocaiúva, Grão-Mogol, Janaúba, Januária, Montes Claros, Pirapora, Salinas.

Especialmente no meu caso, só tenho a agradecer, pois guardadas as devidas proporções, conquistei apoios e amigos em todas elas. Independentemente do número de votos, meu compromisso com o norte de Minas é indiscriminado.

Conversei sobre isso dias atrás, quando participei de um importante evento na linda e histórica Tiradentes, região central do Estado, oportunidade em que fui questionado por  lideranças  do norte mineiro sobre meus sentimentos em relação à macrorregião.

Eu respondi – e reafirmo – o que tenho dito ao longo da minha trajetória política, baseada de maneira especial numa relação muito próxima com o interior de Minas. Critico sempre a ausência de planejamentos adequados e adaptados às peculiaridades das macrorregiões do Estado, o que nos força a conviver com muitas Minas Gerais – muitas, no sentido de que possuem desenvolvimento diferenciado.  E defendo que Minas se torne uma só no que se refere a receber a mesma atenção por parte do governo central do Estado.

Em outras palavras, defendo que as macrorregiões, as microrregiões, os municípios mineiros sejam sempre nivelados por cima. Que não haja distinção no tratamento dispensado às regiões do Alto Paranaíba, Central, Centro-Oeste, Jequitinhonha, Mucuri, Mata, Noroeste, Norte, Rio Doce, Sul e Triângulo Mineiro.

Hoje, a região Central responde por quase metade do PIB – o Produto Interno Bruto - de Minas, enquanto algumas macrorregiões seguem  historicamente numa luta desigual. Pra se ter uma noção, o Norte, Jequitinhonha/Mucuri e Rio Doce somam pouco mais de 12% do PIB.

O Norte de Minas tem sua geração de renda centrada principalmente no setor de serviços – mais de 60%, seguida pela indústria e pela agropecuária.

É aquela história: as diferenças só não são maiores e mais impactantes por causa da gente mineira – esta gente que, independentemente do poder central do Estado, não se cansa de lutar.

E concluo o artigo de hoje destacando o Museu Regional do Norte de Minas, localizado no centro histórico da cidade de Montes Claros – uma instituição que contribui de forma significativa para a valorização e preservação do patrimônio natural e cultural norte-mineiro.

 

* Marcos Montes tem sua principal base eleitoral no interior de Minas Gerais. É pré-candidato a vice-governador; está no terceiro mandato de deputado federal; foi líder (2017) e é vice-líder da bancada do PSD na Câmara; é membro e ex-presidente (2015/2016) da Frente Parlamentar Mista da Agropecuária (FPA); comandou a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Esportes de Minas Gerais

(Mapa: Wikipédia)

********************************************************************

PUBLICADO PELA ASSESSORIA

NORTE DE MINAS

Microrregião: Bocaiúva       

Bocaiúva, Engenheiro Navarro, Francisco Dumont, Guaraciama, Olhos-d'Água      

Microrregião: Grão-Mogol  

Botumirim, Cristália, Grão-Mogol, Itacambira, Josenópolis, Padre Carvalho 

Microrregião: Janaúba        

Catuti, Espinosa, Gameleiras, Jaíba, Janaúba, Mamonas, Mato Verde, Monte Azul, Nova Porteirinha, Pai Pedro, Porteirinha, Riacho dos Machados, Serranópolis de Minas  

Microrregião: Januária       

Bonito de Minas, Chapada Gaúcha, Cônego Marinho, Icaraí de Minas, Itacarambi, Januária, Juvenília, Manga, Matias Cardoso, Miravânia, Montalvânia, Pedras de Maria da Cruz, Pintópolis, São Francisco, São João das Missões, Urucuia 

Microrregião: Montes Claros        

Brasília de Minas, Campo Azul, Capitão Enéas, Claro dos Poções, Coração de Jesus, Francisco Sá, Glaucilândia, Ibiracatu, Japonvar, Juramento, Lontra, Luislândia, Mirabela, Montes Claros, Patis, Ponto Chique, São João da Lagoa, São João da Ponte, São João do Pacuí, Ubaí, Varzelândia, Verdelândia     

Microrregião: Pirapora        

Buritizeiro, Ibiaí, Jequitaí, Lagoa dos Patos, Lassance, Pirapora, Riachinho, Santa Fé de Minas, São Romão, Várzea da Palma      

Microrregião: Salinas 

Águas Vermelhas, Berizal, Curral de Dentro, Divisa Alegre, Fruta-de-Leite, Indaiabira, Montezuma, Ninheira, Novorizonte, Rio Pardo de Minas, Rubelita, Salinas, Santa Cruz de Salinas, Santo Antônio do Retiro, São João do Paraíso, Taiobeiras, Vargem Grande do Rio Pardo