// Palavra do Deputado

11/05/2017

QUEM CONHECE HISTÓRIA SABE DA IMPORTÂNCIA DE O BRASIL MARCAR POSIÇÃO INTERNACIONAL

CONVERSA ABERTA – Sejam bem-vindos. Com previsão de desembarcarmos na noite de domingo, 05/11, no Brasil, estou antecipando a redação da coluna, de forma a garantir nossa conversa semanal. Conforme informei vocês na edição anterior, de 29/10, integro, como convidado, a missão oficial liderada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), em viagem a Israel, Palestina, Itália e Portugal.

Sei que setores da imprensa, com repercussão nas redes sociais, têm criticado a viagem, e respeito a opinião dos contrários. Entretanto, quero também me posicionar sobre o assunto. Entendo que os brasileiros estejam decepcionados com os políticos de um modo geral, já que a criminalização da política tem sido useira e vezeira por parte de alguns segmentos.

Misturam todos e tudo; respaldam e divulgam denúncias sem apurações concluídas; generalizam, enfim, só o tempo – senhor da razão – haverá de colocar as coisas nos seus devidos lugares. Até lá, a política e os políticos continuarão sofrendo as consequências da criminalização.

Se a viagem da missão oficial da Câmara não foi perfeita – houve cancelamento de uma ou outra agenda -, por outro lado teve sim, importância. O Brasil marcou sua posição em eventos da maior importância internacional. Quem conhece história sabe disso, com certeza!  

 

MISSÃO DA CÂMARA REPRESENTOU O BRASIL EM

EVENTOS DA MAIOR IMPORTÂNCIA INTERNACIONAL

 

RECONHECIMENTO 1 - Um dos eventos foi a visita, em menos de 24 horas, em Israel e na Palestina. No primeiro caso, a missão oficial participou de reunião com o presidente do parlamento de Israel, Yuli-Yoel Edelstein, além de outros parlamentares e conheceu o Museu do Holocausto – evidenciando desta forma, o apoio do Brasil ao Estado de Israel e sua rejeição ao holocausto. Na oportunidade, a missão foi recepcionada pelo embaixador do Brasil naquele país, Paulo César Meira de Vasconcellos.

RECONHECIMENTO 2 – Outro momento especial aconteceu quando a comitiva se encontrou com o presidente da Autoridade Nacional da Palestina, Mahmoud Abbas, e com o secretário-geral do Conselho Legislativo Palestino, Ibrahim Khrishi. Desta vez, portanto, o Brasil deixou evidente seu apoio ao Estado da Palestina.

EM DEFESA DA PAZ  - Pra quem acompanha os noticiários e/ou conhece a história mundial contemporânea, não é segredo que existe um esforço internacional pela paz entre Israel e Palestina. Ao visitar os dois lugares e dedicar a eles o mesmo tratamento e deferência, a missão oficial explicitou seu desejo de paz – que espelha o desejo do Brasil. Não houve necessidade de se dizer isso em palavras. Estava escrito nas ações dos integrantes da missão.

OS DOIS LADOS - Vale lembrar que a visita da missão oficial da Câmara dos Deputados do Brasil a Israel aconteceu após convite feito pelo presidente do parlamento israelense, Yuli-Yoel Edelstein, mas que Rodrigo Maia decidiu estender a viagem à Palestina.

PRACINHAS - Na Itália, a missão oficial brasileira teve a oportunidade ímpar de  participar, em 02/11 – Dia de Finados - de cerimônia especial no Monumento Votivo Militar Brasileiro que reverencia os pracinhas que combateram pela Força Expedicionária Brasileira (FEB). A homenagem é prestada anualmente, nesta data, pelas autoridades italianas aos militares brasileiros mortos durante a II Guerra Mundial.

RECONHECIMENTO 3 – Neste caso, trata-se do reconhecimento dos italianos aos pracinhas que integraram o IV Corpo do 5º Exército dos Estados Unidos, e chegaram a conquistar as cidades de Monte Castelo e Montese, entre outras, e até em Collecchio e Fornovo, cercaram e aprisionaram uma Divisão de Infantaria Alemã. O carinho dos italianos é uma emoção à parte.

OS HERÓIS - Milhares de brasileiros ficaram feridos e 467 morreram – cerca de 80 mineiros. Acho que a presença de Minas Gerais, em particular, e do Brasil de forma geral, na cerimônia, foi um alento aos italianos que insistem em lembrar a importância dos combatentes da FEB no conflito mais sangrento e com maior número de mortes da história da humanidade.

EMOÇÃO - Foram momentos de muita emoção, com a participação, inclusive, de ex-combatentes italianos, que fazem questão de demonstrar o respeito e a admiração pelos brasileiros que lutaram na Itália. Apesar de os restos mortais terem sido enviados para o Brasil, os italianos ainda se sentem guardiões dos aliados brasileiros.

Um abraço e até a semana que vem.

*Deputado federal majoritário no Triângulo Mineiro e em várias cidades de outras regiões do Estado, Marcos Montes é médico, está no terceiro mandato na Câmara; é líder do Partido Social Democrático (PSD) – a 5ª maior bancada, com 39 parlamentares; fundador e presidente do partido em Uberaba; é membro e ex-presidente (2015/2016) da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA); ex-prefeito de Uberaba em duas gestões, e ex-secretário de Estado de Desenvolvimento Social e de Esportes em Minas Gerais

FOTO 1

EMOÇÃO - Ao lado de um grande número de italianos - entre líderes militares e civis, familiares de combatentes mortos e de sobreviventes (ex-combatentes), o líder do PSD na Câmara, deputado federal Marcos Montes, participou de cerimônia em homenagem aos pracinhas que morreram na Itália combatendo pela Força Expedicionária Brasileira (FEB) na 2ª Guerra Mundial, entre eles, dezenas de mineiros

FOTO 2

ENCONTRO HISTÓRICO - Marcos Montes e o presidente da Autoridade Nacional da Palestina, Mahmoud Abbas, se cumprimentam, pouco depois de a missão oficial ter passado por Israel, onde se reuniu com parlamentares israelenses